ÁCIDO HIALURÔNICO SERVE PRA QUÊ?

ÁCIDO HIALURÔNICO SERVE PRA QUÊ?

Ácido hialurônico serve para:

  • preencher irregularidades da pele
  • deixar a pele com menos ondulações
  • hidratar a pele
  • dar contornos para as áreas faciais

O ácido hialurônico serve para dar suporte e estruturar a face, fazendo a função “caneta” embaixo da pele, logo, consegue  erguer os tecidos (o efeito lift), sem dar volume.  Por outro lado, alguns ácidos hialurônicos dão o efeito “balão”, ou seja, aumentam o volume do local. Para saber mais sobre o que voçê pode sentir fazendo preenchimento clique neste link.

O gel de ácido hialurônico não age relaxando a musculatura (como faz a toxina botulínica).

É formado por dois açúcares: O ácido glicurônico e o N-acetilglucosamina, e é compatível com o nosso organismo.

Sua estrutura retém grande quantidade de água nos tecidos, o que chamamos de ação higroscópica, porém, alguns tem maior ou menor capacidade de absorver essa água.

É colocado na pele, de forma injetável, no consultório, e também é capaz de gerar mais colágeno pelo nosso corpo, numa quantidade muito menor do que os produtos que são estimuladores de colágeno (Hidroxiapatita de Cálcio e Ácido Poli L láctico).

Na prática:

  • O ácido hialurônico  hidrata peles secas que não melhoram só com o uso de cremes.
  • Usamos em peles desvitalizadas, que precisam de um brilho, que tenham ruguinhas bem finas, como se fosse um hidratante.
  • Deixa a pele firme e no lugar, não deixa desabar o rosto e nem aumentar a flacidez.

O gel de ácido hialurônico vem em seringas – cada uma contém 1 ml.

A quantidade necessária vai depender de qual o objetivo pretendemos (hidratar, dar lift ou dar volume) e do local a ser preenchido.

Pacientes alérgicos podem realizar preenchimento, sendo extremamente raro que desenvolvam hipersensibilidade aos componentes, mas é necessário sempre comunicar ao seu médico antes do procedimento.

Não podem realizar preenchimento:

  • pacientes com doenças autoimunes (várias doenças em que ocorre a formação de anticorpos no corpo) que não estejam devidamente compensados;
  • estão passando por quimioterapia ou radioterapia,
  • estão em tratamento de algum câncer,
  • gestantes
  • mulheres que estão amamentando em livre demanda.

Texto por Dra. Caroline Lipnharski

Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD);

CRM – SP :177906 / RQE: 14348

Veja também

Entre em Contato Conosco

[email protected] |
Rua Fidêncio Ramos 160, 8º andar | Vila Olímpia – São Paulo – SP

Entre em Contato pelo WhatsApp